Massa rubro-negra: Flamenguistas param o centro de Teófilo Otoni após título da Libertadores

   O flamengo bateu o river por 2 a 1, em lima

 

Sábado, 23 de novembro de 2019. Data em que todas as gerações vivas de torcedores do Flamengo podem se olhar com o mesmo sentimento. Os rubro-negros de 40 e poucos anos ou mais novos, que não tinham nascido ainda em 1981 ou que eram pequenos demais na época, cresceram ouvindo as façanhas daquele time mágico de Zico e companhia. Narrativas que soavam mais como ficção do que realidade para quem não “viu com os próprios olhos”. A veracidade de uma história, por mais “baseada em fatos reais” que seja, só ganha contornos lúdicos na vivência. E hoje, eles podem dizer: “Pai, agora eu sei como é”.

 

Em Teófilo Otoni a festa iniciou por volta das 12 horas, e seguiu noite a dentro. Torcedores invadiram a Avenida Luis Boali e a Praça Tiradentes com bandeiras, fogos de artifício, e muitas cores em preto e vermelho. Por volta das 21h uma forte chuva caiu sobre a cidade, o que consagrou e abrilhantou a festa flamenguista na cidade.

A festa poderá seguir firme no Domingo, caso o Palmeiras empate ou perca para o Grêmio; o que consagraria o Flamengo campeão do Brasileiro de 2019.

A polícia multou alguns carros com torcedores no porta mala dos veículos. Nenhuma informação a mais foi passada pela PM.

 

REPÓRTER: ALAN MARTUCHELLE

 

 

Recent Posts

Leave a Comment